Vampiros e carne mal passada


Graças à bondade dos Deuses, nunca tive apavorante oportunidade de dar de cara com um vampiro, a não ser nos filmes, nos livros e, infelizmente, na política. Ô raça!

Novesfora o mau exemplo desses sanguessugas de Estados e Nações, vampiros metaforicamente verdadeiros, ainda acredito que nós, humanos, apesar de carnívoros, não chegamos ao estágio dos hematófagos. Nem mesmo nos churrascos.

A foto aí em cima, representa, com fidelidade, um belo rosbife, “cravejado” de pimentas, como se brilhantes fossem, de inspiração da impagável Dadivosa, cuja receita, imperdível, está aqui.

Sangrento ou suculento? Eis a questão. Suculento, eis a resposta. Tal delícia ou qualquer outra carne mal passada, para decepção dos vampiros, não apresenta uma gotinha sequer de sangue.

Como assim? Afinal, é sangue ou não é sangue aquilo que as carnes exsudam? (que verbinho bacana, né mesmo?)

Não é. Nunca foi. Nunca será sangue. Já o verbo, é bacaníssimo.

Explicação rápida: a carne bovina é um tecido muscular, composto por 75% de água, onde várias proteínas – cerca de 50 - se diluem. Nesse tipo de tecido o sangue não circula. O delicioso caldinho, que faz a alegria gustativa de muita gente, é vermelho por causa da mioglobina, o principal pigmento da carne.

Portanto, por mais mal passada que esteja a carne, nela você não encontrará uma gota de sangue, mas um suco composto de proteínas, “colorido” pela mioglobina.

Aliás, pense gostoso: suco, suco-lento, sucu-lento, suculência...um dos mais importantes atributos de palatabilidade de uma carne. Aproveite e faça esse dadivoso rosbife...

9 comentários:

Dadivosa disse...

Ceguinho, quanta honra ver meu rosbife wolverine por essas paragens churrasqueiras! Estava com muitas saudades de seus escritos. Exsudar é um verbo bacanérrimo que usei muito na época da faculdade, quando fazia uns bicos de tradução para uma empresa de produtos médicos. Gostei de revê-lo aqui, nessa verdadeira aula de ciências :D

Agdah disse...

Você anda sumido...

Verena disse...

Ricardo,
que bom ler seu texto, estava com saudades...a foto é maravilhosa, não? Já tinha babado quando a Dadivosa postou e agora babei novamente, ô Deus!!! Amo Rosbife, ainda mais com o caldinho suculento...ai que delícia!
Um abraço e ótimo final de semana!

www.mangiachetefabene.wordpress.com

Cláudia A. disse...

Amei o texto, amo rosbife e churrasco mal passado. Ainda bem que não sou vampira. Ai que alívio!! A mioglobina salvou minha auto-imagem.

Flor de Sal disse...

Porquê será que o meu rosbife nunca fica nesse ponto????
É, quem sabe , sabe....

Elvira disse...

Então, afinal, não sou nenhuma vampira...? No entanto, chamo-me Elvira e tudo...?! ;-D

Abraços de Portugal.

Ricardo disse...

Meninas, peço desculpas pela demora. Anda às voltas com problemas gerados pelo meu provedor de acesso que transformaram a vido do Ceguinho num filme de vampiro.

JACQUE SIQUEIRA disse...

nossa que foto maravilhosaaaa, sou vampira com certeza rsrsrs
ai que fome

Pedro Menchik disse...

Entenda melhor o que é o "sangue" da carne mal passada: http://alimentandoadiscussao.com/2014/04/08/o-sangue-da-carne-mal-passada/