Churrasqueiro, boi-fantasma e corrupção


A elasticidade ética e moral dos políticos não tem limites. O poder virou um passaporte para pilhagem da coisa pública, notadamente o erário. O refinamento é tanto que o país virou um fast-food de corrupção, escândalos e impunidade.

Num desses, a figura destacada foi o “churrasqueiro particular” do presidente da república, pilhado em safadezas inimagináveis para alguém tão próximo do principal mandatário do país.

Não deu em nada, claro, mas quase que nossa humilde inofensiva profissão virou sinônimo de corrupto. Sacanagem, né? Logo, nós?

Agora, o mais novo subproduto dessa produção industrial de escândalos, é o boi. Logo o boi, coitado, nossa matéria prima de trabalho!

O horror da vez vem sendo produzido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, que andou pagando dívidas extraconjugais, em grana viva, através do lobista de uma das maiores empreiteiras do país. Só que não tinha lastro financeiro para tal despesa, superior aos seus ganhos líquidos declarados. O país, escaldado, desconfiou que a promiscuidade do senador poderia ir além da moça que engravidou e desaguar nos cofres da empreiteira. Ao tentar provar de onde veio a dinheirama, superior à sua capacidade financeira, escorregou feio e não pára de escorregar. Alegou ganhos agropecuários em torno de 2 milhões de reais com a venda de bois. Só que as notas-fiscais são frias e, logo, fantasmas os bois.

Agarrando-se à rapadura (que é dura mas é boa) com fome de retirante, para manter-se no cargo, o súbito pecuarista-latin-lover-amigo-de-lobista-senador Renan, promove um espetáculo de desfaçatez e escreve um dos mais repugnantes capítulos da história do Senado e do próprio país.

Nós com isso? Tudo!

Mesmo sabendo da óbvia impossibilidade de se fazer churrasco com carne de bois fantasmas, a não ser no Além, há a possibilidade, ainda que remota, de alguém achar que os tais bois existem ou existiram.

Por isso, o Ceguinho declara, para todos os fins, principalmente a tranquilidade de clientes e amigos, que jamais fez churrasco com carne dos bois fantasmas do senador Renan Calheiros.

Que vergonha, meu Deus!

10 comentários:

fezoca disse...

que desanimo... eh um escandalo atras do outro... ;-(

Verena disse...

Vergonha é pouco...aonde vamos parar????
Abraços!


www.mangiachetefabene.wordpress.com

Elvira disse...

Triste... O Brasil é um país que podia ser um paraíso, no entanto... :-(

Um abraço.

Flor de Sal disse...

É verdade Ricardo! Corrupção anda por todo o lado. O brasil é um escandalo mas portugal também tem a sua dose...

Ricardo disse...

Meninas, sei que o assunto não é dos mais agradáveis. Mas, como seu meio masoquista, assisti aà reunião do conselho de ética pela tv. O que vi foi um espetáculo macabro. A desfaçatez, a falta de caráter, de vergonha, de um mínimo de dignidade é a marca registrada da maioria dos políticos. Uma ode à deseperança. De vomitar.

Dona Juju disse...

Olá, Ricardo! Poxa, é uma pena esse lance do tempero velho...eu sempre vou na loja do saara,é mais roots (rs). Bjs!! :)

Alessander Guerra disse...

Ricardo foi um prazer descobrir o seu blog. Excelente "crônica churrasqueira". Realmente os caras estão cozinhando na brasa pra levar mais tempo.

Quando der visite meu blog
www.cuecasnacozinha.blogspot.com

Aliás, está difícil para eu levar os cuecas para a cozinha. Será um prazer se me enviar alguma receita com foto.

Agdah disse...

Eu acho que ele é meu conterrâneo...

Ricardo disse...

Grato pela visita, Alessander, e pelos elogios.
Vou até o seu blog. Quanto mais cuecas na cozinha melhor, só não pode os das cuecas turbinadas!

Ricardo disse...

Agdah,

Você não tem culpa! Aqui no Rio,outro fast food da corrupção, o que mais existe é político safado!