Mulher na churrasqueira II

As mulheres parecem ter gostado muito da churrasqueira em forma de porquinha. Na sequência, mais duas fotos da belezinha que, pela sua feminilidade, possui mil e uma utilidades. É fabricada nos EUA, com o nome de Lil Pig Gril.

3 comentários:

fezoca disse...

Ricardo, eu nunca vi essa porquitcha por aqui, mas que eh fofa, eh!

Nao me jogue tomates, mas eu tenho uma churrasqueira a gas! Eh super pratica... :-)))

bjs,

Agdah disse...

Eu até que procurei, mas o preço assustou US 1.500.

Ricardo disse...

Fezoca,

Minhas habilidades atléticas são limitadíssimas, sobretudo nas modalidades de arremesso. Esqueça os tomates.
Nada contra as churrasqueiras a gás. Elas existem, cumprem muito bem o seu papel e são infinitamente mais práticas que as movidas a carvão. São equipamentos planejadíssimos, por uma indústria que se justifica ecomicamente, diante do "mundo bbq" americano.
Meu mundinho é brasileiro e a minha memória degustativa está associada ao carvão, ao cheiro e gosto do "fumado", à fumaça. Primitivismo e memória afetiva resistente.
Ainda iremos comer um churrasco juntos na sua churrasqueira, feito por você!
Abraços.


Agdah,

Realmente, 1500 pratas (americanas) por uma porquinha, por mais simpática que ela seja, é maluquice. Talvez seja mais interessante que ela só exista virtualmente, apenas como uma possibilidade que, mesmo frustrada, não nos fará falta. Além do mais, a delícia de um bom churrasco depende mais da qalidade da carne e das compet~encia do churrasqueiro que da própria churrasqueira.

Grande abraço.